A busca pela reabilitação da Beata Maria de Araújo

Movimento de Reabilitação se reuniu com organizações da sociedade civil.




Cotidiano

Hoje (27), membros do Movimento de Reabilitação da Memória da Santa Beata Maria de Araújo, se reuniram no Memorial Padre Cícero com entidades da sociedade civil, como o movimento de mulheres e o Grupo de Valorização Negra do Cariri (GRUNEC), para discutir um conjunto de ações a serem executadas para o reconhecimento da Beata como patrimônio histórico, material e imaterial de Juazeiro do Norte. 

A discussão também foi feita junto à Prefeitura municipal e a Secretaria de Cultura de Juazeiro. O objetivo do encontro, segundo a professora e doutora Claudia Rejanne Pinheiro, integrante do movimento, “é colocar a Beata Maria de Araújo no lugar que ela merece com todo conhecimento e reconhecimento do papel dela na história de Juazeiro.” 

A Ordem dos Advogados do Brasil (Juazeiro do Norte – CE) também participou do encontro.

Confira a história da Beata.

Sobre Bruna Santos

Graduanda em jornalismo pela UFCA. Entusiasta de política, café, mundo nerd e gatos.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.